Friday, November 10, 2006

Coisas impressionantes que computadores podem fazer

O Mac que eu tenho aqui no laboratório é um G5 bi-processado, aquele tipo de sistema, um PowerHouse, como eles chamam por aqui. Só que as simulações que eu faço ainda são single-threaded (sim, eu poderia botar multi-threading, mas eu tenho preguiça). Como o número de simulações que eu faço é grande e em cima de dados diferentes, eu acabo rodando dois batchs de simulação paralelamente. E nesse regime, os dois processadores operam a 100% de carga. Além disso, um estágio da simulação usa swap intensivamente (eu tenho uma matriz de 1GB e minha RAM física é de 1.5GB) e o número de operações de swap desde o início da simulação é de 3 milhões de page ins e 9 milhões de page outs. Não sei o que esse número significa, mas o crescimento vertiginoso deste número durante a fase da simulação que usa a matriz gigante me faz crer que esse número é grande. Além disso, como se isso não bastasse, eu ainda estou usando o computador pra minhas tarefasa cotidianas, como ler artigos no adobe, notícias no firefox e ouvir rádio no iTunes.

O computador aqui tá nessa batida faz dois dias já (parece bastante, mas acredite, o algoritmo que a gente está usando agora é rápido!). A sala que eu trabalho está até mais quente por conta disso. Isso porque agora está começando o inverno e a janela está gelada. Incrível.

1 comment:

  1. Se fosse um daqueles PC´s rodando Windows, já teria dado umas telas azuis uma meia dúzia de vezes.

    ReplyDelete