Saturday, December 09, 2006

Carteirinhas do estudante...

Eu tava olhando essa matéria aqui da Carta Capital sobre como as carteirinhas do estudante estão sendo utilizadas de um jeito abusivo, com falsificações, etc. Mas Carta Capital sendo a Carta Capital acha que o problema é que tiraram da UNE o monopólio das carteirinhas do estudante.

Eu discordo. Acho que o que acontece no Brasil é que tem uma lei estúpida que obriga a existência de meia-entrada pra estudantes. Se bobear deve ser até constitucional (não é tudo constitucional no Brasil?). A linha de raciocínio é bem intencionada e tenta universalizar a cultura pra estudantes. O problema é que essa lei faz algo pior: desestimula a produção de cultura. E em muitas frentes.

O desconto compulsório de 50% obriga os produtores botar um preço no qual ele tem que avaliar um compromisso entre ser rentável e não afugentar não-estudantes. Imagine por exemplo que eu quero vender ingressos para um show no qual eu quero arrecadar R$300,00 e eu quero vender 100 ingressos. A média dos ingressos deve ser R$3,00. Supondo que a projeção que eu tenho para o número de estudantes é de 60, o preço dos ingresso vai ser uns $4,20, 25% mais caro. Se eu errar a conta e o número de estudantes acabar sendo maior do que eu projetei eu posso tomar um prejuízo expressivo. É possível limitar os danos? Sim. Mas é bastante obtuso exigir que o produtor tenha que fazer esse tipo de cálculo.

Outro problema para se ter uma lei desse tipo é que a definição de atividade cultural é bastante vasta. Eu concordo que museus e peças de teatro podem ser importantes para a educação da população mas na prática todo mundo quer a carteirinha pra pagar meia na pré-estreia do Homem-Aranha. Sem contar o uso obsceno da carteirinha do estudante em shows. Um mitigante era criar a classe de eventos de entretenimento e tirar a obrigatoriedade da meia-entrada nesses shows... mas eu acho que isso seria pior do que simplesmente não ter nenhuma lei obrigando esse tipo de coisa!

Pra comparar com como é aqui (EUA), os descontos são dados nos museus e cinemas sem nenhuma lei nem nenhuma obrigação. Cada um ajusta de acordo com suas necessidades. O museu daqui por exemplo dá um desconto bom pra menores de 13 anos (algo do tipo 80%) e um desconto de 30% pra estudantes maiores de 13 anos. Já o cinema local dá 20% de desconto pra estudantes da universidade. Shows com desconto? Haha. Show aqui se paga inteira. Se eu sinto saudade da época que eu tinha a carteirinha do estudante? Quando eu abro a carteira eu sinto um pouco sim. Mas essa sensação passa rapidinho quando eu lembro que eu to pagando $7 pelo ingresso inteiro. E não o dobro disso.

No comments:

Post a Comment