Monday, July 23, 2007

Sete fatos



Eu recebi essa à provocação do blog "O Cantinho da Zé"... Afora o aspecto do crescimento exponencial, esses memes costumam dar resultados interessantes, mas por ser este um blog voltado para a ciência, eu não seria certo falar sobre casualidades minhas... então eu vou fazer um twist neste meme e estender esta cutucada para outros blogs de ciências.

A tarefa agora será citar 7 fatos ou causos ligados à ciência que o autor considera legais. Não vou botar muitas regras porque cada um tem seu jeito particular de escrever e cada um tem suas opiniões sobre o que é frívolo. Então vamos à minha lista:
  1. O cientista John Dalton, o da lei das proporções de Dalton, também foi um dos primeiros pesquisadores a descrever o daltonismo (duh!). Ele acreditava que a causa da doença era uma coloração azulada no humor aquoso e pediu para que, após sua morte, seus globos oculares fossem examinados. A autópsia na época não conseguiu encontrar nada, então a Instituição Real de Londres congelou o órgão. O daltonismo é causado por uma mutação genética em opsinas, que foi encontrada nos glóbulos de Dalton, em 1995.
  2. Os colégios gostam de ensinar que a órbita da Terra é elíptica mas há ressalvas a serem feitas. A excentricidade da órbita é 0,017, o que significa que a distância da Terra ao Sol varia no máximo cerca de 3%. E o "raio" da órbita (distância até o centro da elipse) varia 100km em 100 milhões de km. Quase uma circunferência.
  3. As garrafas de Leyden, inventadas no século XVIII, foram os primeiros capacitores elétricos e eram carregados através de energia estática, ou seja, atrito. Além de um sucesso nos meios científicos da época, as garrafas eram populares nas cortes européias. Tomar choque de garrafas de Leyden carregadas eram a maior diversão entre a nobreza da época! [Se alguém puder me confirmar esse fato, por favor... eu ouvi essa história há muito tempo, mas não achei nada na internet a respeito].
  4. A palavra Eureka, imortalizada pela lendária corrida nua de Arquimedes por Siracusa ao deduzir o princípio do impuxo, significa "descobri" em grego. Arquimedes teria usado o princípio do empuxo para descobrir a pureza de uma coroa de ouro sem derretê-la.
  5. Além de descobrir a carga de um elétron, a experiência de Robert Millikan demonstra também que esta carga é quantizada e não contínua sendo, provavelmente, um dos resultados filosóficos mais impactantes no zeitgeist acadêmico da época. Mas, paradoxalmente, Millikan se recusava a aceitar o modelo corpuscular criado por Einstein para explicar a experiência com o efeito fotoelétrico. O paradoxo decorre do fato de que a interpretação einsteniana do efeito fotoelétrico precisa da quantização da carga elétrica e seus resultados antecedem a experiência de Millikan em cerca de 5 anos!
  6. Na época de Galileu Galilei, não havia ainda o sistema moderno de publicações científicas e jornais com peer review que temos hoje, mas a política acadêmica já existia. As correspondências de Galileu com sua sobrinha (leiam o livro "Galileo's Daughter", é excelente!) dão uma idéia da ginástica necessária para ser publicado. A cátedra universitária, apoio de membros do clero e de nobres e até mesmo amizades com impressores era fundamental. A controversia com a Igreja em Roma nada mais foi que uma disputa acadêmica-teológica entre Galileu e alguns cardeais-cientistas graduados. As correntes teológicas que buscavam uma interpretação menos literal da Bíblia traçam desde Santo Agostinho e não eram tão anormais entre os intelectuais europeis. A causa mais provável da prisão absurda e desproporcional que Galileu recebeu foi pelo fato de ele ter atacado o papa Urbano VIII em seu livro, por usar um personagem tolo (Simplicius) para defender o modelo geocêntrico. Isso ofendeu muita gente na igreja, incluindo próprio papa. Em todo processo, Galileu nunca deixou de aceitar a autoridade papal e inclusive, temia a excomunhão!
  7. A palavra oxigênio, criada pelo químico francês Antoine-Laurent Lavoisier significa gerador de ácidos. Lavoisier, notou que muitos ácidos possuiam o elemento oxigênio em seu elemento e achou que seria um aspecto fundamental deles. Ele descobriu corretamente, porém, que a combustão era uma reação que dependia de oxigênio e chegou à conclusão que a respiração dos seres vivos era uma combustão lenta de matéria orgânica. É famosa frase de Lagrange sobre Lavoisier ("Levou um segundo para decepar a cabeça dele, mas vai levar mais de um século para a França produzir uma cabeça do mesmo nível"), mas é menos famosa a frase proferida em seu julgamento na revolução francesa: "A República não tem utilidade para sábios ou químicos; o curso da justiça não deve ser supendido". Uma pena.
Bom, agora vem a parte mais difícil, o convite a outros blogs, porque eu sou novo neste negócio aqui e não conheço os outros autores... Primeiro, eu gostaria de falar que se alguém quiser participar deste meme e não estiver listado, me avise que eu coloco o link aqui! Mas vamos aos que eu resolvi cutucar (e que são os blogs de ciência que eu frequento):
  • Você que é biólogo: vamos lá Mauro!
  • Ciência ao Natural: o Luís tem jeito de que conhece bastante coisa...
  • Chi vó non pó: vamos ver o que o João consegue trazer dos seus arquivos...
  • Via Gene: o blog a Ana Cláudia está de férias e ela talvez nem leia este blog, mas eu vou arriscar assim mesmo!
  • Ciência e idéias: eles têm quatro autores! Será que alguém escreverá?
  • Kynismós: o blog do Krishnamurthi não é estritamente de ciências, mas...
  • SemCiência: também não sei se Osame já leu este blog, mas eu vou cutucar também!
  • Terra que Gira: Vou arriscar ainda mais e colocar aqui o blog do João Moedas!
Vamos ver se isso vai dar certo!

2 comments:

  1. Shridhar! Que ideia genial! Que pena eu não me ter lembrado de fazer o mesmo ;)

    ReplyDelete
  2. Shridhar, eu leio seu blog sim...
    Mas preciso de um tempo para redigir este meme.

    ReplyDelete